"Pequena história destinada a explicar como é precária a estabilidade dentro da qual acreditamos existir, ou seja, que as leis poderiam ceder terreno às exceções, acasos ou improbabilidades, e aí é que eu quero ver" (Julio Cortázar)


quarta-feira, 5 de julho de 2017

Soundtrack

Madeleine Alves

Ir ao extremo Sul de si
é para quem não teme cair em fendas
é para quem se atrai por sons insondáveis
é para quem não mantém rádios junto ao corpo.

Acordam-se eles
Quando acordes ressoam nos tímpanos
Na tela branca
No filme analógico

— Abandone a lógica:
O vir-a-ser é sonata de sensações
para quem emerge corajosamente
do íntimo fundo gélido.

(Inspirado pelo filme homônimo de 300ml, com Selton Mello e Seu Jorge.
A pedido do amigo cineasta Tiago Cardoso)

2 comentários:

Tiago Cardoso disse...

Parace que quanto mais a gente conversa sobre o filme mais ele creace dentro de mim e atinge um signigicado enorme. É o momento, é a companhia, é o que aconteceu naquele dia, é a arte! Como viver sem depois que você é atingido por essa maravilha. Obrigado Made! A sensação é física!

Madeleine Alves disse...

Obrigada a você, Tiago, pelo desafio de ressignificar em mim este filme que cresce e nos desafia - seja a assisti-lo de novo, seja a repensá-lo de novo. Filme bom e companhia magnífica têm esse poder de nos transformar. Beijos!