"Pequena história destinada a explicar como é precária a estabilidade dentro da qual acreditamos existir, ou seja, que as leis poderiam ceder terreno às exceções, acasos ou improbabilidades, e aí é que eu quero ver" (Julio Cortázar)


domingo, 15 de setembro de 2013

"Antigramatical" selecionado para representar a Baixada Santista no Mapa Cultural Paulista 2013/2014

Madeleine Alves

Caros,

É com muita alegria que compartilho com todos este grande momento. Um embrião que nasceu em 2008, através da sugestão da minha amiga de colegial Dayanne Schauffert, quando esta ainda estava no Japão, o Signos Possíveis sempre foi uma porta para a publicação das angústias tresloucadas desta que se utiliza deste canal para lhes escrever.

Inconstante como sua "mãe", o Signos conta com fases de publicação mais frequente e outras de total estio e aridez... Por isso, seus leitores sempre sabem das postagens via email — para garantir que tudo ocorra com a mais perfeita balbúrdia, desordem e anarquia... Foi nesse diapasão que, em 12 de setembro de 2008, publiquei o poema "Antigramatical". Desde então, é muito raro que haja uma semana, nos últimos cinco anos, sem que este poema esteja entre os mais lidos deste blog.

Em março de 2013, ele teve a honra de ser publicado nas primeiras páginas da Revista Mirante nº 80 — a revista literária independente mais antiga do país, hoje capitaneada por Valdir Alvarenga, Sidney Sanctus, Luís Antônio Canuto e Irene Estrela Bulhões. Mas muito mais ainda estava reservado a este poema.

Cinco anos e dois dias depois da publicação original, "Antigramatical" foi selecionado, via município de São Vicente — juntamente com o trabalho do escritor Leonardo Só, de Cubatão —, a expressão "Poema" na categoria Literatura para representar a Baixada Santista do Mapa Cultural Paulista 2013-2014, recebendo do criterioso júri a análise de "um poema acima da média".

Eu gostaria muito de agradecer à Secretaria Municipal de Cultura de São Vicente por todo o apoio e infraestrutura dispensada no acompanhamento do processo do Mapa Cultural Paulista, tanto no cumprimento de suas prerrogativas estipuladas pelo Mapa, quanto por ir além delas. Com destaque para o trabalho atencioso e dedicado do Gil de Brito.

Gostaria de agradecer ao júri do Mapa Cultural Paulista por realizar um eficiente trabalho crítico, deixando de lado possíveis opiniões geradas ao sabor do gosto pessoal, e analisando os trabalhos artísticos segundo suas especificidades, de maneira criteriosa, com atenção aos recursos de cada trabalho específico no tratamento das linguagens. Esse é o tipo de crítica que engrandece o trabalho do autor — seja ele de que categoria for — porque nos apresenta elementos para melhorar nosso fazer artístico de maneira clara e objetiva. Foi assim na categoria Vídeo e na categoria Literatura. Oxalá toda crítica artística se pautasse nessas bases.

Mas, principalmente, obrigada a você que tem lido com carinho este poema nos últimos cinco anos. Que tem lido este blog — que não tem pretensão de ser mais que um blog, mas que pode vir a ser mais que um blog — e encontrado uma pausa para os tipos de pensamento que rolam por aí. Encontrado uma palavra, um poema, uma iniciativa divulgada que vá ao encontro das suas expectativas. Ou mesmo que não tenha encontrado nada, mas parou pra ler e prestar atenção.

A vocês, meu MUITO OBRIGADA!

E para quem ainda não leu, ANTIGRAMATICAL.

Um comentário:

Ailda Moreira Dos Santos disse...

Com certeza um belo poema. Parabéns pelos poemas e divulgações desse blog. Siga em frente com essa alegria e coesão.

Ailda