"Pequena história destinada a explicar como é precária a estabilidade dentro da qual acreditamos existir, ou seja, que as leis poderiam ceder terreno às exceções, acasos ou improbabilidades, e aí é que eu quero ver" (Julio Cortázar)


segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Ao Teu Lado:

Madeleine Alves

Admirar a ficção diária
Beber infinitos
Comer pôr do sol
Descomplicar a vida
Embalar afagos
Fantasiar futuros
Gestar sonhos
Haver risos
Iluminar noites
Jograr dias
Luar o coração
'Manhecer a mente
Ninar o passado
Oscular a face
Postergar discussões
Querer...
Respirar flagrantes fragrâncias
Sussurar estrelas
Trovar canções
Ungir o amor
Viver voar
Zarpar rumo à inspiração.

Nenhum comentário: