"Pequena história destinada a explicar como é precária a estabilidade dentro da qual acreditamos existir, ou seja, que as leis poderiam ceder terreno às exceções, acasos ou improbabilidades, e aí é que eu quero ver" (Julio Cortázar)


segunda-feira, 21 de março de 2011

Esmaeceu-se

Madeleine Alves

"(...)
Já nos subúrbios da caneta:
As rosas perderam a fala."
Murilo Mendes

Dos olhos, as luzes apagaram-se
Já não saltitam mais os pés descalços
Já não têm sentido as palavras soltas

Desbotaram-se as cores, elevadas a um amarelo-parede
E tudo o que sobrou foi um copo de vinho vazio
esperando a melodia mofada de um violino a desafinar-se...

Nenhum comentário: